Exposição coletiva que reúne obras de seis artistas será aberta nesta sexta-feira na Galeria Casarão 34

Descrição Curta:
A exposição “Iminência de Tragédia”, que traz obras de Denise Alves-Rodrigues, Fabiana Faleiros, Marta Penner, Marina Zilbersztein, Noara Quintana e Potira Maia, será aberta nesta sexta-feira (5), às 19h, na Galeria Casarão 34. A mostra pode ser vista até o dia 20 de novembro, de segunda à sexta-feira, no horário das 9h às 12h e das 13h às 17h.

Classificação Etária: Livre

Casarão 34

ver mapaocultar mapa

de 8 de outubro a 20 de novembro de 2018 às 09:00; Dia 5 de outubro de 2018 às 19:00

Preço: Grátis

Endereço: Rua Duque de Caixas, 352 - centro 58010-821 João Pessoa, PB

Descrição

Fruto de um projeto contemplado pelo Prêmio Funarte Conexão e Circulação Artes Visuais, a coletiva teve como partida conflitos identificados no cotidiano das artistas e tem curadoria de Fabricia Jordão e Talita Trizoli. A exposição já passou por São Paulo, onde ficou em cartaz até o final de setembro.

De acordo com Fabricia Jordão, uma das curadoras da mostra, as obras foram selecionadas de forma a contemplar artistas que trouxessem em suas produções um olhar político para o contexto em que estavam inseridas. “Em nenhuma delas vamos ver algo panfletário. As obras tocam na questão política,mas não abre mão nos aspectos plásticos”, disse a curadora.

Fabricia Jordão disse ainda que, por ser um edital do Governo Federal, houve a preocupação de ter representatividade de artistas que atuam em outras regiões do País, como é o caso de Potira Maia e Marta Penner, que embora não sejam paraibanas, moram e desenvolvem suas atividades em João Pessoa.

A curadora destaca ainda o trabalho de Fabiana Faleiros, artista gaúcha radicada em São Paulo, que pela primeira vez vai fazer uma instalação. “Ela só trabalha com performance, mas a partir do nosso convite desenvolveu uma obra específica para essa exposição”, contou.

Por Juneldo Moraes
Fotos: Divulgação Secom João Pessoa

Publicado por

Fundação Cultural de João Pessoa - FUNJOPE

A FUNDAÇÃO CULTURAL DE JOÃO PESSOA, reconhecida abreviadamente pela sigla FUNJOPE, entidade de direito público com autonomia administrativa, financeira, técnica e funcional, dotada de patrimônio e orçamento próprios, foi criada pela Lei Municipal no. 7.852 de 24 de agosto de 1995 e regulamentada pelo Decreto nº. 2.897 de 02 de outubro de 1995.